• Associados:
Página Inicial


Confira aqui a agenda de eventos, reuniões e cursos
 
Cadastre seu e-mail e receba nosso informativo
 
 
  Seminários anteriores
 
  Contatos
 
  Dados Estatísticos
 
  Empresas Homologadas Res.245
 
  Eventos
 
  Fale Conosco
 
  Galeria de Imagens
 
  Glossário
 
 Legislação do Setor
 Links Importantes
 
  Orientações Jurídicas
 
  Parceiros do Asfalto
 
  Pesquisa Salarial
 
  Quem é o Associado
 
  Sugestão dos Associados
 
  Sugestões de Pautas da Diretoria
 
  Operadoras Telecom falta de sinal
 
Mais Serviços
 


Usuário:  
Senha:    

 
 
Facebook
Twitter

03/01/2017,01h:09m
Roubos de cargas nas rodovias federais de SP sobem quase 20%

De janeiro a novembro de 2016, o número de roubos de cargas nas rodovias federais que cortam o Estado de São Paulo subiu quase 20%. Os dados foram obtidos com exclusividade pela GloboNews. Muitas quadrilhas são ligadas ao crime organizado.

Além dos prejuízos com relação às cargas que são levadas e aos caminhões, existe todo um impacto emocional dos motoristas, que são agredidos e mantidos reféns durante a ação criminosa. Segundo a Política Rodoviária Federal, as ocorrências somaram 423, só até novembro.

A Fernão Dias é a estrada com a maior alta. Em 2015, foram 45 assaltos. Em 2016, até novembro, já são 144. A Dutra também está entre as rodovias com aumento nos roubos.

A capital paulista e a região metropolitana de São Paulo concentram a maioria dos assaltos. A Regis Bittencourt, importante ligação de São Paulo com o sul do país, teve queda no mesmo período. Alimentos, eletrônicos, combustíveis, tecidos e remédios são os mais visados pelas quadrilhas especializadas. Os motivos são o alto valor no mercado negro e a facilidade de distribuição.

A equipe da Globo News percorreu as rodovias Fernão Dias, a Dutra e a Régis Bittencourt para verificar a realidade que os motoristas e as empresas de transportes de cargas encontram.

Confira em vídeo relatos de quem trabalha com transporte de cargas em São Paulo.

Uma carga, avaliada em R$ 400 mil, foi roubada na Fernão Dias. Ela levada 38 toneladas de grãos de café para exportação e foi localizada pela Polícia Civil no dia seguinte ao crime. Dois irmãos foram presos em flagrante. Mas o motorista, que prefere não se identificar, diz que não vai se recuperar tão cedo. “Fui ameaçado de morte, se o roubo não desse certo. Eu fiquei o tempo inteiro com os olhos vendados. A gente pensa que vai morrer, né?”, conta.

“Muitas vezes, criminosos são do Norte do país, que se juntam com criminosos do Sul e que acabam vindo para região Sudeste pra praticar este roubo. Acaba dificultando um pouco o trabalho da polícia essa junção deles no momento da prática do crime”, explica Cesar Saad, delegado do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Para tentar reduzir os ataques, a Polícia Rodoviária Federal e o Deic intensificaram o monitoramento nas estradas.

“Só o trabalho ostensivo que a gente realiza não é suficiente. É preciso que se atue na investigação da estrutura das quadrilhas, atuando com inteligência, em conjunto com a Polícia Militar Rodoviária, pra que se consiga desbaratar essas quadrilhas através de investigação”, disse Ricardo de Paula, inspetor da PRF.

O combate ao crime fica ainda mais difícil, quando há funcionários das transportadoras envolvidos com as quadrilhas. “Pode-se dizer que metade destes roubos acaba tendo a participação de alguém que tenha acesso ou ao tipo de mercadoria, ou ao horário que esse caminhão iria fazer o transporte da carga, o que acaba facilitando para os criminosos e dificultando para a polícia”, acrescenta Cesar Saad.

Quem está exposto, dia e noite, ao risco de assaltos nas rodovias diz contar com a experiência e com a própria sorte para chegar com segurança até o destino final.

Fonte: Globo News.
Origem: http://www.sindicamp.org.br/noticias/3239/roubos-de-cargas-nas-rodovias-federais-de-sp-sobem-quase-20.html

(texto atualizado pela GRISTEC).

Envie esta noticia
 
 Voltar

Banco de Curriculos

Logis
Telematics Brazil & Latam 2014
 
 


 
 
Este site foi acessado
18724035 
desde Abril de 2007


© Copyright 2005-2007 - GRISTEC - Todos os Direitos Reservados - R. Bertioga, 149 - cj. 35 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3807-3397 - email: contato@gristec.com.br