Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Riscos e de Tecnologia de Rastreamento e Monitoramento

NOTÍCIAS

Rodovias públicas têm 3 vezes mais acidentes graves que nas sob concessão

Apesar da redução no número de acidentes em rodovias sob gestão pública, a taxa de severidade, que leva em conta a gravidade dos acidentes, ainda é significativamente maior do que em rodovias sob concessão. É o que aponta um estudo da Fundação Dom Cabral (FDC), que analisou dados da Polícia Rodoviária Federal de 2018 a 2023.

No ano passado, as rodovias sob gestão pública apresentaram uma taxa de severidade cerca de 3,2 vezes maior do que as administradas por meio de concessão, mesmo com um número menor de ocorrências. No período analisado, ocorreram 377.770 acidentes, sendo 167.633 em estradas concedidas e 210.137 nas rodovias sob gestão pública.

Trecho de rodovia: número de acidentes caiu na malha sem concessão — Foto: André Schaun
Trecho de rodovia: número de acidentes caiu na malha sem concessão — Foto: André Schaun

O estudo, que está em sua segunda edição, leva em consideração, através de metodologia própria, a Taxa de Acidentes (TAc) e Taxa de Severidade de Acidentes (TSAc). Em ambas as taxas, o quantitativo de acidentes é ponderado pela intensidade do tráfego, representada pela multiplicação do volume médio diário (VMDA) pela extensão do segmento viário em que ocorreu cada evento. Além disso, no cálculo da TSAc cada acidente é também ponderado pela respectiva severidade da ocorrência.

Número de acidentes menor

Segundo a pesquisa, ao longo dos últimos seis anos, o número de acidentes de trânsito aumentou nas rodovias concedidas, assim como as Taxas de Acidente e a Taxa de Severidade, e diminuiu nas que estão sob gestão pública, incluindo a redução das devidas taxas. Em 2018, foram 28.845 acidentes nas rodovias concedidas, já em 2023 subiu para 30.526, um aumento de 5,8%

Quando observada a malha sob gestão pública, os acidentes caíram de 36.880 para 34.650, representando uma queda de 6%.

“Essas evoluções fazem parte da dinâmica do tráfego, cujos volumes englobam um período de cinco anos, considerando a dispersão do efeito da pandemia e já incluindo a significativa transferência, nos últimos anos, de rodovias da gestão pública para a iniciativa privada, cujos investimentos ainda não surtiram o efeito esperado”, explica Paulo Resende, coordenador do Núcleo de Infraestrutura, Supply Chain e Logística da Fundação Dom Cabral.

Fonte: https://autoesporte.globo.com/setor-automotivo/transportes-publicos-e-alternativos-mobilidade/noticia/2024/06/rodovias-publicas-tem-3-vezes-mais-acidentes-graves-que-nas-sob-concessao.ghtml

logo-gristec-branco.png

NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa newsletter e fique atualizado sobre os últimas novidades do setor. Você pode se descadastrar a qualquer momento, clicando no link de descadastramento no rodapé do e-mail.

INSTITUCIONAL

SERVIÇOS

SOCIAL

Siga a GRISTEC nas redes sociais

Copyright © 2023 | GRISTEC – Tel.: (11) 3807-3397 – E-mail: contato@gristec.com.br